Clique e abra o DM de hoje

contador de acesso
contador de acesso

Pelotas no Satélite

Clique e confira


            Visitas ao Site

Ed.2016.pdf dados.png Contatosite.png

Bem ao apagar das luzes de 2016 a Câmara Municipal de Pelotas aprovou quase que silenciosamente as contas do ex-prefeito Fetter Júnior, cuja gestão não foi nada fácil e de muitos pontos questionáveis.As contas ficaram vários meses numa escrivaninha na sala de recepção da Presidência sob os pés de um assessor. Com tudo o que foi questionado naquele governo tão avesso a transparência, o mínimo que deveria ser feito seria uma análise e não uma aprovação de sopetão, que acabou virando uma graça, e que graça, para o interessado.

Matéria da RBS escancara um Laranjal nada propício para banho que segundo uma pessoa do governo é pelo fato de que os esgotos não são tratados.No mínimo uma descoberta monumental  e a constatação de que muito dinheiro foi jogado em obras do gênero no balneário. Essa gente ainda vai vender a cidade e num determinado dia a população vai acordar com um novo dono.

Tem muito “empresário” por aqui que bate no peito e arrota para todos os lados que são bem sucedidos e que não precisam de cargos públicos.Mentira deslavada já que um respeitável elenco de quebradinhos fazem pressão e levam cargos em todos os escalões.Mamam como guachos, quebram seus negócios que eles dizem ser tão bons mas lutam desesperadamente pelas melhores tetas.Um dos exemplos de ruindade continuada é Jacques Reydams que passou pela Secretaria dos Transportes, Sanep e agora passou para outro cargo de primeiro escalão.Se dirige a sua empresa da forma como comandou o Sanep, deve estar matando cachorro a grito.Fernando Estima é outro que entra governo e sai governo e ele não perde de vista a vaca para garantir a sua teta de sempre.

Sinceramente eu não sei o que Paula Mascarenhas pensa da vida com esse elenco que ela escolheu.Por que tanta desconsideração com a cidade? Será que ela tem algum ressentimento tão grande com a população pelotense? Será que ele não se sente envergonhada com boa parte do grupo que escolheu, principalmente na Saúde,Serviços Urbanos,Educação e Sanep?

Muito estranha toda a articulação de Eduardo Leite para aprovar a Taxa do Lixo, valendo-se inclusive da venalidade do ex-presidente da Câmara Municipal, que ajudou muito para que o projeto fosse aprovado, mesmo sem o seu voto. Numa cidade em que se pratica política de brincadeira e de rapina continuada, tudo isso é muito normal.

Um dia destes me contaram e até duvidei mas depois fui conferir e constatei que uma pessoa de uma empresa da Prefeitura Municipal tem salário de R$ 16 mil. Mais do que o vice-prefeito eleito, vereadores e secretários.Não vou duvidar e nem questionar méritos de quem quer que seja mas é um respeitável salário de uma prefeitura que judia muito do seu quadro funcional e que a todo momento atropela direitos. Este salário pode ser encontrado na folha da Coinpel.

Um dia destes eu relembrava de belas figuras que conheci quando atuei na imprensa escrita e cobria a área judiciária.Promotores notáveis como Antônio Dionízio Lopes, José Fernando Gonzalez, Francisco Soares Lamego e magistrados como Jorge da Silva Cardoso, Paulo Otávio Abreu, Appody dos Reis, Joel Furtado Lima e tantos outros que dignificaram o Judiciário gaúcho. Grandes figuras.


Machado Filho e José Luiz Prévidi, dois destacados jornalistas da imprensa gaúcha, agora com seus links disponibilizados em nosso site.Confira.

Blog do Prévidi

 Blog do Machadinho

Sarah e Amélia são duas irmãs sopranos nascidas no Reino Unido que hoje fazem sucesso em todo o mundo com músicas de altíssima qualidade. Sarah estourou mundialmente nos anos 90 quando interpretou Amigos para Siempre com o espanhol José Carreras e os sucessos foram se repetindo.A música de Sarah encanta todos os públicos mas uma é especial e por isso destacamos Moment of Pace, em dueto com a irmã.

SARAH & AMELIA BRIGHTMAN

A prefeita eleita com mais de 100 mil votos tem que ter a mínima noção do cargo que ocupa e respeitar todos aqueles que a escolheram como a melhor.Quem se diz séria e seguidora de Bernardo de Souza não pode entregar cargos de primeiro escalão para alguns dos contemplados que estão aí e que já provaram que não são nada compatíveis com a função pública e que sabem pouco sobre os setores que hoje comandam.Se Paula não respeitar os pelotenses, estes não têm a obrigação de tratá-la com respeito.

O homem simples na luta pelas populações dos bairros

   O vereador Dila Bandeira, que é um homem simples do Fragata e que já atuou em vários setores da administração municipal, não é um bom tribuno mas um dos que mais respeita seus compromissos com seus eleitores.Neste pronunciamento falou sobre problemas de diversas ruas com propriedade já que sabe mais dos problemas da cidade do que toda a equipe de Paulo Mosquito junta, principalmente no Fragata.Dá de relho e de olhos fechados.

O Crime Organizado continua forte em Pelotas e em vários setores mas tudo indica que poderão ocorrer surpresas até bem breves que poderão representar uma verdadeira faxina na atividade pública.A investigação local já provou que não funciona e por uma série de razões e por isso está vindo de fora para acabar com grupos que estão enriquecendo assustadoramente.A sacanagem brota e cresce sem limites, envolvendo figuras que se acham impunes mas que podem, estar com os dias contados.Hoje existem casos vergonhosos que estão nas prateleiras para não afetar figurões que controlam quase tudo.Antes de críticas mais duras a Dilma,Temer,Lula,Renan e tantos outros, há a necessidade urgente de uma faxina ampla em nossa área, que nas devidas proporções, não deve nada aos grupos que assaltaram o Brasil nos últimos tempos.

Deve ser muitio duro para um político, que só faltava dormir em um dos nossos poderes, perder seu questionável mando que lhe rendia muito dinheiro, ficar um pouco sem destino e sem condições de atracar a tudo e a todos para manter vantagens familiares e de seus tradicionais “abates”. O dinheiro aparecia de todas as formas mas a fonte secou e algo mais sério tomou o seu lugar, num forte indicativo de que sua fétida passagem pelo cargo já tem outro cheiro.Chegou um certo dia em que a seriedade e a transparência deram um basta ao caos e a mudança começou.Pode até não ser a ideal mas é infinitamente superior ao deplorável estado de coisas que vingava todos os dias na república do atraque.

O professor Luiz Eduardo Brod Nogueira,do PDT, é forte candidato para assumir a 5ªCRE.Grande expressão do magistério local que está com grandes chances de comandar esta regional da SEC e, com certeza, com todas as condições de realizar uma grande gestão. Pena que a atual administração municipal não tenha as mínimas condições de avaliar melhor os candidatos ao comando da SMED e com isso perde um nome como este, que vai somar para o Estado.Só numa pessoa de conhecimento obtuso não sabe escolher na sua cidade os melhores para os postos vitais.

      Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) abriu a segunda etapa do Censo Escolar 2016. O módulo Situação Aluno, que coleta dados sobre rendimento (aprovação e reprovação) e movimento (abandono) dos estudantes, ficará aberto até 17 de março. Diferentemente da primeira etapa, a Matrícula Inicial, o módulo Situação do Aluno só pode ser feito após o término do ano letivo, motivo pelo qual é realizado no início do ano seguinte.O preenchimento das informações é de responsabilidade dos diretores e dirigentes de estabelecimentos públicos e privados de educação básica, e das secretarias estaduais e municipais de educação, que trabalham em cooperação com as escolas. Os dados são preenchidos no sistema Educacenso e são fundamentais para a implementação de políticas públicas e conhecimento da realidade escolar brasileira. As informações dessa fase são usadas para o calculo das taxas de aprovação, reprovação e abandono que compõem, por exemplo o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), a cada dois anos.A divulgação dos resultados preliminares dessa etapa está prevista para 3 de abril. A partir dessa data, as escolas terão o prazo de 15 dias para conferência e correções, se necessárias. Passado o prazo de retificação, as informações não podem ser alteradas.Fonte: SEC

Censo Escolar começa a coletar informações sobre rendimento e movimento do aluno

Cunha apela a Moro e diz que tem aneurisma "como dona Marisa"

Pilantra ainda vai pegar condenação por crime de deboche, que ainda não tem nenhum artigo no Código de Processo penal.Este problema de saúde nunca impediu que ele nos roubasse tanto, com a mesma carinha deslavada de sempre.

    A Câmara dos Deputados aprovou  pedido de tramitação em regime de urgência de um projeto de lei que confronta uma resolução do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e reduz a previsão de punições a partidos políticos, envolvendo prestação de contas.Com a decisão, que teve 314 votos favoráveis e 17 contrários, ganha prioridade a tramitação do texto, de autoria do atual ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella Lessa (PR), licenciado do mandato de deputado. Até o momento, o projeto sequer tinha relator designado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara.A proposta, que pode ser votada já nesta semana, estabelece que não será suspenso o registro do partido que tiver suas contas anuais julgadas como não prestadas.Define também que eventual punição a órgãos partidários – seja em relação à desaprovação de contas, omissão ou contas julgadas como não prestadas – não impedirá ou trará qualquer entrave ao regular funcionamento partidário.Contrário à proposta, o deputado Chico Alencar (PSOL-RJ) disse que o texto acaba liberando para que partidos jamais prestem contas.“É temerário começarmos (os trabalhos) com esse projeto, que, inevitavelmente, permitirá uma leitura de capa de proteção para que os partidos fiquem longe do controle da Justiça Eleitoral”, disse.Em dezembro de 2015, o TSE aprovou uma resolução para regulamentar a chamada Lei dos Partidos Políticos e definiu punições, como a suspensão do acesso ao fundo partidário no caso de não prestação de contas.Na apresentação do projeto, Quintella Lessa justificou que a resolução do TSE invadiu a competência de legislação que cabe ao Congresso Nacional.“Com a aprovação da citada resolução, a Justiça Eleitoral promoveu diversas alterações no funcionamento dos entes partidários, o que interfere de forma direta na autonomia constitucional concedida aos partidos políticos”, argumentou.Também na justificativa da proposta, Lessa disse que o TSE legislou ao obrigar que os partidos tenham órgãos definitivos em todas as suas esferas, excluindo a possibilidade de haver comissões provisórias com vigência indeterminada.Nesse ponto, o projeto define que o estatuto do partido poderá prever “a constituição de órgão de direção provisório por tempo indeterminado”.O texto estabelece ainda que não caberá à Justiça Eleitoral negar qualquer pedido de anotação das agremiações partidárias em relação a matéria considerada “interna corporis”.Por fim, o projeto ainda revoga um artigo da Lei dos Partidos Políticos que prevê que o TSE é responsável por “expedir instruções para a fiel execução desta lei”.


Deputados aprovam urgência de projeto que reduz punições a partidos

Será que já não estaria na hora da abertura de maiores espaços para a população, garantindo-lhes o direito de participar na escolha dos secretariados municipais e até mesmo estaduais? Por que será que o eleitor só pode eleger os governantes e é obrigado a engolir nulidades em setores vitais?